Institucional Espaço do Educador A Turma dos 5 Jovens Blog do Jogo Limpo
Ferramentas   Recomende Envie por e-mail Adicione aos favoritos Versão PDF RSS (Notícias)
Tamanho do texto   Aumentar Diminuir Normal

Depoimentos

A associação entre os interesses de praticamente todos os segmentos da sociedade e a responsabilidade do Estado de cuidar dos interesses públicos tem feito com que a OPA, através de seus projetos e ações, coloque efetivamente em prática a questão de transformar o espaço, a Terra de ninguém, na Terra de todos nós. Nesses três anos, fizemos parcerias brilhantes com empresas de primeiríssima linha, atuando na área da educação, da conscientização. Sempre com o foco na crença de que a gente gosta muito mais daquilo que conhece, e quanto mais conhece mais se esforça para preservar, mantendo-a ali continua e infinitamente.

Juscelino Martins
Sócio-fundador da OPA

Fonte: Informativo Planeta OPA, ano 03, nº 07 (2007).

É notório saber que somente educando mudaremos nossa sociedade, através do ensino, da capacitação do cidadão teremos pessoas mais conscientes e responsáveis, sendo assim muito mais fácil governar e ressaltar os valores humanos nobres, como justiça, altruísmo, honestidade e solidariedade. Projetos como o Jogo Limpo e atuações como a do jovem Felipe e sua família, são atitudes que nos despertam a esperança de que ainda teremos forças para mudar e sobreviver. Há alguns anos atrás, dizer que teríamos que lutar contra a destruição do planeta era obra de ficção, durante anos governos de países do primeiro mundo, os maiores poluidores da Terra, com mais de 70% das emissões de gases que compõe o efeito estufa tentaram desacreditar cientistas e minimizar os problemas. Hoje, não há mais como esconder, pois o clima, muito afetado, responde com sinais inconfundíveis. Os últimos dez anos foram os mais quentes desde que medimos a temperatura na Terra, as geleiras estão derretendo em processo muito mais acelerado do que o imaginado e o nível dos oceanos já está subindo, furacões no hemisfério sul ocorrendo pela primeira vez na história e justo no Brasil. O que ainda virá? Mesmo que dermos meia volta agora e é a única saída, diminuir significativamente a poluição no planeta, o estrago feito terá implicações sobre a vida de várias gerações e sobre a economia global. Um dos porquês de tudo isto, passa diretamente pela educação, um povo bem educado e esclarecido, não poria fogo no terreno baldio, não lançaria lixo nas ruas, não entupiria bueiros, não cimentaria todo o seu quintal, plantaria e cuidaria das árvores, cobraria responsabilidade ambiental de seus governantes. O Jogo Limpo ensina isso, de modo sutil e eficiente, educando, como tem de ser.

Prof. Dr. Kleber Del Claro
Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Página de contato

Aqui, hoje, está reunida a elite de um poderoso exercito. São comandantes, generais e soldados, unidos por uma força invisível de praticar o bem. Convocados, com certeza, pelo Criador.

Cada um no seu posto, seja repórter, jornalista, empresário, aluno, professor, pedagogo, biólogo, serviçal, analista de sistema, artista, pedreiro, encanador, jardineiro, profissional liberal, não importa. Nem mesmo se é criança, jovem ou velho.

A reeducação socioambiental através de projetos nas Escolas demanda um esforço ilimitado de recursos humanos e financeiros. Só quem visualiza com o coração, pode perceber a verdadeira dimensão. Entre centenas de ações, atitudes e belíssimos trabalhos desenvolvidos na escola por alunos e professores através do Projeto Jogo Limpo, uma frase nos chamou a atenção. Um aluno da professora Sirlene Fase IV, de apenas 10 (dez) anos, escreveu: “Jogo Limpo, na realidade, é jogo duro”.

Com certeza, duro porque fala do real, da reeducação, mudança de valores e atitudes, envolvimento, doação, responsabilidade, compromisso e muita dedicação.

Todos nós, voluntários, amigos da escola e do meio ambiente sabemos o que é abraçar uma causa socioambiental e lutar por ela.

O empenho de voluntários, parceiros e amigos é um esforço extra que muitas vezes ultrapassa o limite das próprias forças. Mas a recompensa vem pelo sentimento do dever cumprido e pela certeza de ter contribuído para a reconstrução de uma vida em sociedade mais justa e ambientalmente sustentável.

Como disse essa criança, jogar limpo, na realidade é jogar duro. É por isso que neste jogo só existem vencedores.

Marília Guimarães
Coordenadora do projeto-piloto e diretora da Escola Estadual Sete de Setembro

A OPA trabalha para conscientizar um número cada vez maior de pessoas para a necessidade de se fazer algo em prol do Meio Ambiente. Acreditamos que quanto maior o número de pessoas reunidas empenhadas em realizar ou adotar posturas pró-ativas, maiores serão as probabilidades de se conseguir resultados eficientes. Por isso, todos os projetos em que a OPA participa, como parceira ou idealizadora, é inclusa a questão da conscientização para a necessidade de proteção da natureza.

Ana Paula Korndorfer
Coordenadora da OPA

Fonte: Informativo Planeta OPA, ano 02, nº 05 (2006).

O que seria da nossa infância sem as histórias contadas nos gibis? O que seria do vestibular sem as apostilas? O que seria dos restaurantes sem os cardápios, da informação sem as revistas, dos supermercados sem as embalagens, dos países sem os passaportes?

O que seria das escolas sem os livros... e o que seria das crianças sem as escolas?

Nós temos o orgulho de ser uma empresa de impressão gráfica, participar do “Projeto Jogo Limpo” e contribuir para a missão de valorizar e integrar o desenvolvimento de uma sociedade mais justa.

Émerson Côrtes
Gráfica Côrtes (parceira)

A cada dia que passa tenho certeza de que fizemos muito bem em apoiar a "Turma dos 5 Jovens"! Era o pontapé inicial para que pudesse ser desenvolvido todo este trabalho. Continuem neste caminho liderando e estimulando outros jovens a seguirem o caminho da sustentabilidade! Será com pessoas como vocês desenvolvendo ações simples porém de grande impacto e resultado para a sociedade! Parabéns a todos os envolvidos no Projeto Jogo Limpo por terem "descoberto" o pulo do gato: desenvolver uma metodologia de projeto fácil de ser replicada em qualquer local e por qualquer pessoa!

Claudia Farnesi
Coordenação Instituto Alair Martins

As atividades desempenhadas nas instituições financeiras implicam em um compromisso sério com o meio ambiente. Tal compromisso é traduzido na educação dos colaboradores; na política interna de ecoeficiência, reduzindo a exploração de recursos naturais; nos empréstimos específicos que são conferidos a empresas ambientalmente responsáveis, acompanhados de rigorosas análises de riscos para a natureza, estimulando e potencializando a prática da sustentabilidade; e nos programas de conscientização dos correntistas e clientes, que podem atingir um grande contingente de pessoas - devido à área de alcance dos bancos - e gerar ações de forte impacto.

Dentro deste contexto, podemos melhorar a performance financeira e promover o desenvolvimento da economia e da proteção ambiental, trazendo para o negócio uma maior credibilidade social, com ganho significativo para todos os envolvidos.

O Projeto Jogo Limpo é um caminho para atuarmos na integração com investidores, empresarios, autoridades, organizações não governamentais, imprensa e as crianças; estas, o futuro da nossa Nação.

Humberto Moreira
CAIXA (parceira)

Participar do Projeto Jogo Limpo foi um grande privilégio para nós, professores da Escola Estadual Sete de Setembro.

Tivemos a oportunidade de receber o projeto-piloto que foi sendo formatado com a nossa "cara".

Sugerimos, pedimos, falamos, envolvemos e principalmente transformamos nosso ambiente. Mudamos habitos indesejáveis em nosso alunos como jogar papel no chão e não na lixeira ou pisar nos canteiros.

Outro legado foi a produção de histórias em quadrinhos. Motivados pelos personagens, muitos de nossos alunos despertaram seu interesse pela leitura e escrita e passaram a observar e registrar o ambiente à sua volta, dentro e fora da escola, tanto no aspecto social quanto no ambiental.

Equipe da Escola Estadual Sete de Setembro

Na minha adolescência, meu hobby era inventar coisas. Meus colegas me chamavam de Professor Pardal. Na época, fiz um carrinho de controle remoto quando este brinquedo ainda não era comum. Mas quando abri minha empresa tive que me dedicar aos negócios e novos inventos tiveram que esperar um pouco...

Hoje, posso resgatar este prazer através do Projeto Jogo Limpo. Estou elaborando um estúdio cinematográfico, de baixo custo, para auxiliar os estudantes no registro das atividades desenvolvidas nas escolas, como teatros, eventos, paródias etc.

Neste trabalho do qual agora participo, eu tenho a oportunidade de exercitar a minha criatividade e ainda, fazer carinhas felizes...

José Alves Prado
Arte Final Alarmes

No jogo da conservação ambiental, sai na frente quem mais acredita na força da luta que escolhe para o seu personagem. Em muitos embates, duvidamos dos reais interesses de alguns adultos, mas quando nos deparamos com competidores jovens, logo sentimos a franqueza e a determinação de suas jogadas.

O ideal jovem tem mais valor na mobilização porque se veste com regras claras, sem outras interpretações. (...) este excelente trabalho (...) nos dá as pistas de como ganhar pontos ao falar com os públicos jovens, aqueles tão abertos para serem sensibilizados e tão dispostos a lutar a favor do meio ambiente.

No final do jogo, vemos que este game só tem ganhadores com a busca da harmonia e da paz. Os jovens, porque recebem uma mensagem mais fácil de entender e disseminar. Nós adultos, que aprendemos e ganhamos atletas com mais disposição para se unir a nossa caminhada. E, principalmente, a natureza, que sai da disputa mais reconhecida e protegida.

Mário Mantovani
Diretor de mobilização da Fundação SOS Mata Atlântica

Fonte: livro-gibi "Temos que Fazer Algo".